06 dezembro 2012

PESQUISA E PRÁTICA PROFISSIONAL – MATERIAIS DIDÁTICOS















Em conversa com 5 alunos do ensino fundamental e 3 do ensino médio a conclusão foi que  a maioria deles se identifica com o modelo virtual de leitores, eles dão preferência por leituras pela internet e de e-books, já que o computador é o local onde eles passam a maior parte do tempo. Com isso se identificam mais com o leitor virtual. A seguir uma descrição dos vários tipos de leitores. O Leitor Contemplativo (Meditativo) o leitor contemplativo ou meditativo desprende de aptidões  singulares, ele não precisa do auxílio do outro. Sua leitura é isolada, silenciosa  e paulatina, pois depende dele a seqüência de sua leitura. Ser responsável  pela leitura proporciona a capacidade de ler e reler inúmeras vezes e da forma  que melhor lhe agrada, sem restrições, sendo que, “a leitura silenciosa criou a  possibilidade de ler textos mais complexos”  (Chartier, 1999, p. 24). O Leitor Movente (Fragmentário) com o advento tecnológico em expansão, com a introdução dos  cinemas e a instantaneidade da televisão, quebrou-se um paradigma e surgiu  um leitor que acumula características do perfil anterior “contemplativo”, mas  que passa a ser também movente; leitor de formas, volumes, massas,  interações de forças, movimentos; leitor de direções, traços, cores; leitor de  luzes que se acendem e se apagam; leitor cujo organismo mudou de marcha,  sincronizando-se à aceleração do mundo. O Leitor Imersivo (Virtual) o leitor imersivo ou virtual, surge da  multiplicidade de imagens sígnicas e ambientes virtuais de comunicação  imediata. Esse novo tipo de leitor nasce inserido dentro dos grandes centros  urbanos, acostumados com a linguagem efêmera e provido de uma  sensibilidade perceptiva-cognitiva quase que instantânea.

















_
+


_
+


_
+


_

_
+

+














Nenhum comentário:

Postar um comentário